Concerto no leito

Não seria, nem de longe, uma cantada;
Não, na estirpe de pobres duplos sentidos.
Pelos grilhões do faticismo, fora arrastada
à linguagem oculta de estranhos grunidos.

Onomatopéias unânimes; não existem no plano da voz.
Concebida apenas, quando no papel deitadas,
como esses corpos - luzes de brio envergonhadas -,
como esse rio - em nosso leito bebes de sua foz.

No pleito de tácitos vocativos,
são nomes, à sopros, relegados.
Encontram-se, em línguas, variados motivos
o desequilíbrio: concertos de fluentes gritados.




.....................................................................
Ocorreu um erro neste gadget