Diálogo

- Amor, eu te amo!
- Eu que te amo, querida!
-Ah, deu empate!


Marcos Carneiro

Um comentário:

  1. Eu ri!kkkkkkkk
    Disputa ou mera brincadeira casual, os amores se tornaram bastante efêmeros...

    Blog bem bacana,li alguns textos seus e de fato condizem com a literatura atual! Parabéns!

    Depois faça uma visitinha.
    http://temposurreal.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget