Tenho nos olhos o peso de lembranças,
o reflexo rebuscado do chão,
os trapiches cortados em derrotas
e muita pedra
em cada mão.

Tenho nos olhos paisagens,
a figura de um corpo anônimo,
bocas de sorrisos gratuitos,
muito buraco no fígado
e pouco coração.



..............................................................................
Ocorreu um erro neste gadget