Dois


São dois corpos encaixados
na pedra talhados
em perfeita e aleatória arquitetura –
Deita, abraça, beija e sua.

Dois mundos que se entregam
a órbita incerta da paixão,
agora  se esfregam
se tornam um só coração.

De que mundo saiu
a desconhecida que
agora me tem?

Antes era só uma garota,
agora é
o meu bem.


........................................
Ocorreu um erro neste gadget